Loading...

Museu do Côa abre dia 30 de Julho

(...)
"Após avanços e recuos, incluindo a alteração do local de construção do museu - inicialmente projectado para o sítio onde a barragem começou a ser edificada, na Canada do Inferno, mas posteriormente deslocado para uma encosta sobranceira à confluência dos rios Douro e Côa, no vale José Esteves, na zona norte do PAVC - a obra começou no terreno no início de 2007.


Naquele local, os autores do projecto, Tiago Pimentel e Camilo Rebelo, idealizaram um monólito com janelas em frestas, semi-enterrado e com oito metros de altura na vertente virada para o vale do Douro.

De acordo com a memória descritiva, o trajecto expositivo foi desenvolvido de forma a possibilitar duas alternativas: um percurso cronológico e outro temático, estando também previstos espaços para acolhimento de exposições temporárias."
(...)
 
Ler notícia, do Jornal o Público, na integra aqui.

4 comentários:

Armando Ferreira disse...

Finalmente a obra que pode dar o impulso a esse património e a essa região, contribuindo para o desenvolvimento local. O projecto parece ser extraordinário em termos arquitectónicos. Pelo que já sei os conteúdos também parecem vir a ser apelativos. Resta marcar uma visita para regressar a essa bela e espectacular região, para conhecer o museu e limpar a vista e a alma com paisagens e património do melhor que temos.

AC disse...

Olá Armando, pois é, finalmente! Fazia falta, vamos ver se desta a coisa anda de forma mais fluida. Já lá voltava também... Cumprimentos e obrigada pela visita

Rafael Carvalho disse...

Já tive mais do que uma vez perante as gravuras de Foz Côa. A abertura do museu é uma óptima notícia e um pretexto para uma nova visita.
Obrigado pela divulgação.
Cumprimentos.

AC disse...

Rafael, não diga a ninguém, mas ainda não fui ver as gravuras. E até já fiz um trabalho de prospecção para o Parque... mas foi de calaçadas romanas. Mas que Arqueóloga fajuta ihih
Obrigada e cumprimentos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...